segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

TOY STORY 3, de Lee Unkrich



Capítulo 1 - Toy Story 3 e o subliminar eterno retorno


1.2 – O porta-voz da vida



Woody: o porta-voz da vida.




Int. Carro / Garagem – Dia


Buzz encontra-se ao lado da Caixa de Doação enquanto os outros Brinquedos escalam-na. Jessie ajuda os Aliens a entrarem na caixa.


JESSIE: Já devíamos ter feito isso há anos!


BUZZ: Jessie, espere! E quanto ao Woody?


JESSIE: Ele vai ficar bem, Buzz! Andy vai levá-lo pra faculdade! Agora, nós precisamos ir!


Buzz olha para ela e para os demais.


BUZZ: Você tem razão. Vamos!


Ele ajuda a levantar os Aliens. Woody aproxima-se, incrédulo.

WOODY: Buzz...?


BUZZ: Woody...!


WOODY: O que estão fazendo? Não sabem que essa caixa vai para doação?


BUZZ: Está tudo sob controle! Temos um plano!


REX: Vamos pra creche!


WOODY: Creche?! Quê – perderam o juízo?


SRA. CABEÇA DE BATATA: Não vê? Andy nos jogou fora!


WOODY: Não...! Não, não, não! Ele ia colocar vocês no sótão!


SR. CABEÇA DE BATATA: Sótão? E como viemos parar na calçada?!

WOODY: Foi um erro! A mãe do Andy pensou que fossem lixo!


SR. PORCÃO: É! Se ele nos colocou num saco de lixo!


SRA. CABEÇA DE BATATA: E nos chamou de “lixo”!


WOODY: Sei que isso parece muito ruim mas, pessoal, precisam acreditar em mim!


SR. CABEÇA DE BATATA: Com certeza, calouro!


JESSIE: Andy está se mudando, Woody! É hora de fazermos o mesmo.


Jessie e os outros somem dentro da caixa, fechando suas abas.

WOODY: Tá legal, todo mundo pra fora da caixa! Agora! Vamos, Buzz... Ajude-me a...


Ele anda de um lado para o outro e tenta empurrar a caixa para fora do carro.

BUZZ: Woody – espere! Temos que descobrir o que é melhor pra todos!...

(Toy Story 3 Screenplay, Michael Ardnt, pages 27-28)

Na tentativa de convencer os Brinquedos a encararem a vida – ou a decepção de terem sido relegados ao sótão por Andy –, perscrutando-a, ao invés de, logo na primeira oportunidade, decidirem fugir para a creche, evitando o confronto com a realidade, Woody demonstra ser também o porta-voz da vida. Woody, como Zaratustra, se volta contra a fuga e a negação do mundo.


Contudo, como nas melhores histórias a fuga apresenta-se como opção rotineira, Toy Story 3 não foge à cartilha. Então, eis que lá surge um Buzz Lightyear com a justificativa: “Temos que descobrir o que é melhor pra todos!...” Será isso mesmo? Deverá ser sempre assim? Parece-me que sim...


“Desviar o olhar: que seja minha única negação”.
(Gaia Ciência, §276)



A fuga e a negação absolutas não existem. Apenas a possibilidade de desviar o olhar nos foi concedida. Tão cedo, Michael Ardnt deixar-nos-á boquiabertos, ao explicar-nos porquê.



Os desertores: eles desviaram mais que o olhar...

2 comentários:

  1. Uau! Bela leitura a partir de um momento chave do filme.
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Reinaldo Glioche: Valeu! Tu também és um grande termômetro. Abs

    ResponderExcluir

O DC agradece o seu comentário!